HISTÓRIA

 

O Coletivo MICA - Mídia, Identidade, Cultura e Arte foi criado em 1º de junho de 2015 a partir de quatro anos de experiência em projetos de extensão, na área do Direito à Comunicação, ligados ao Curso de Jornalismo da Universidade Federal de Ouro Preto.

 

Ao longo desses anos, promovemos ações em comunidades periféricas de Minas Gerais, em defesa do Direito à Comunicação, o qual se encontra entre os direitos humanos fundamentais, historicamente negado a seus titulares.

Trata-se de uma utopia social consagrada por diversos tratados internacionais, entre eles a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão (Revolução Francesa – 1789), a Declaração Universal dos Direitos Humanos (ONU-1948) e  O Capítulo V, da Constituição Federal (1988).

 

Seus componentes trabalham convictos de que a comunicação atua fortemente na construção de valores e opiniões, por meio do enquadramento de suas narrativas. O sistema informativo convencional  oferece uma espécie de tutorial para leitura e interpretação dos acontecimentos, conforme interesses de quem administra a mídia e a política.

Até 2017 trabalhamos diretamente com mais de 400 pessoas, principalmente jovens e adolescentes. Os resultados têm sido gratificantes, como mostra a premiação do projeto Polifonia- O Direito à Comunicação  é Universal, durante a 12ª. Edição do Prêmio Itaú-Unicef.

 

OBJETIVOS

Contribuir para a emancipação humana por meio de ações ligadas à arte, à cultura e à comunicação social; o fomento a valores identitários e culturais, incluindo o patrimônio histórico, artístico, material e imaterial; a consolidação da cidadania, dos direitos humanos e da democracia.

EQUIPE

Juçara Gorski Brittes

Thamira Bastos

João Brittes

Rafael Drummond

DIRETORA PRESIDENTE

DIRETORA TESOUREIRA

CONSELHO FISCAL

MEMBRO ASSOCIADO

Ana Luísa Ruggieri

MEMBRO ASSOCIADO

Jorge Lelis

Estevam de las Casas

Yara Diniz

MEMBRO ASSOCIADO

MEMBRO ASSOCIADO

CONSELHO FISCAL

Coletivo MICA - Mídia, Cultura, Identidade e Arte

coletivomica@gmail.com

2017