Please reload

Últimas notícias

Escola Estadual de Ensino Médio Cabanas é campeã do JEM 2018

1/3
Please reload

Posts em destaque

Homenagem a José Marques de Melo

 

José Marques de Melo partiu hoje, depois de edificar o campo da ciência da Comunicação no Brasil e ajudar a fortalecer este jovem segmento das Ciências Sociais Aplicadas na América Latina. Trabalhou mais de meio século como jornalista, pesquisador e professor, sem descansar, mesmo depois de acometido do mal de Parkinson, que castigava seu corpo mas nunca turvou sua mente viva e criativa.

 

Marques de Melo inaugurou praticamente todas as linhas de pesquisa tradicionais da comunicação, como a do jornalismo em várias modalidades, entre elas jornalismo comparado (hoje crítica de mídia), telenovela, história da mídia e políticas de comunicação. Fundou importantes centros de estudos como o programa de pós—graduação em comunicação da Escola de Comunicação e Artes da USP e da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Também foi o fundador da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (INTERCOM) nos anos 1970, instituição que se agigantou e o levou a incentivar a criação de outras associações de pesquisadores, como a Rede Alfredo de Carvalho, que se dedica à história da imprensa, e a Sociedade Brasileira de Professores de Jornalismo (SBPJOR). É responsável, ainda, pela Cátedra Unesco para a Comunicação e o Desenvolvimento, instalada na UMESP.

 

Entre seus mais importantes legados está a participação, juntamente com outros expoentes da comunicação do continente, na fundação da Escola Latino Americana de Ciências da Comunicação, que se dedica a observação e análise dos fenômenos comunicacionais na perspectiva local, em verdadeiro processo de antropofagia acadêmica. Entre os traços identitários dessa Escola encontra-se, também, o pragmatismo, ou o que vem sendo chamado de saber militante. Graças ao estudos promovidos pelos veteranos como o boliviano Luis Ramiro Beltrán, o uruguaio Mário Kaplun e o paraguaio Juán Dias Brdenave é que as Nações Unidas agendou o estabelecimento de políticas públicas de comunicação em seus países membros, para combater o desequilíbrio informativo existente. Iniciativa abortada à época com o argumento de encerrar ideias comunistas.

 

Professor, você é nosso inspirador! <3

Please reload

Acompanhe-nos
Please reload

Tags
Please reload

Arquivo
  • facebook redondo
  • email
  • instagram redondo
  • youtube redondo